gesto

A cerimônia de homenagem a Nelson Mandela deixou indignados os surdos da África do Sul. Nesta quarta-feira, eles denunciaram o intérprete dos discursos como um impostor que não conhecia a linguagem do sinais. (Noticia aqui).

Veja o vídeo:

Minha pergunta é:

– Como é que num evento de tamanha importância se permite que algo assim aconteça? É pra rir no mínimo, ou chorar no máximo. Será que estamos de uma personificação da fábula “o homem que sabia falar javanês”?

Situações como essa me fazem lembrar da parábola da “tartaruga no poste”. Uma tartaruga em cima do poste desperta as três perguntas:

– Quem foi que a colocou lá (já que sozinha jamais conseguiria).

– Por quê colocaram a bichinha lá?

– E finalmente, quando é que vai cair?

O mesmo eu pergunto sobre esse distinto “intérprete de sinais”.

 

 

Daniel Rodrigues

Editor/Redator/Colunista do absurdamente.com.br. Marido, Pai, professor, escritor e cartunista, trabalha como farmacêutico-bioquímico responsável técnico e webmanager nas horas vagas. As vezes, dorme.

 

Anúncios